terça-feira, 5 de janeiro de 2021

Envolvido com milícia no Rio de Janeiro é morto em confronto com a PM na Bahia

 

Envolvido com milícia no Rio de Janeiro é morto em confronto com a PM na Bahia
Foto: Divulgação/ SSP-BA

Um homem foragido do Rio de Janeiro foi morto na manhã desta terça-feira (5) na Bahia. Ele foi interceptado no início da manhã, no município de Aurelino Leal, e entrou em confronto com a Polícia Militar, de acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA).

 

A pasta informa que equipes da Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe) Cacaueira e da 61ª CIPM/Ubaitaba faziam o patrulhamento preventivo contra furto de cacau, na zona rural de Aurelino Leal, quando avistaram um homem caminhando. Ao perceber a presença dos agentes, o suspeito teria mudado bruscamente de direção e começado a correr.

 

Com isso, os PM teriam fechado um cerco contra ele e, na tentativa de abordagem, teriam sido atacados com disparos de arma de fogo. A SSP relata ainda que o suspeito invadiu uma casa abandonada e acabou ferido. Ele chegou a ser socorrido para uma unidade de saúde, porém não resistiu. Os agentes apreenderam uma pistola de fabricação alemã, carregador e munições.

 

MILICIANOS DO RIO NA BAHIA

Há 11 meses, outro homem envolvido com a milícia no Rio de Janeiro foi morto em confronto com a PM baiana. O capitão Adriano da Nóbrega, ligado ao inquérito das “rachadinhas” no gabinete do então deputado estadual Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), morreu no dia 4 de fevereiro, na cidade de Esplanada. Diferente do suspeito que faleceu hoje, Adriano estava sendo procurado pelos agentes no momento de sua captura (saiba mais aqui e aqui).